Cris Cyborg derrota Holly Holm e mantém o cinturão dos penas no último UFC de 2017

Salve, salve minhas queridas capivaras lutadoras.

No último sábado de 2017, o UFC chegou em Las Vegas para realizar o último evento de 2017, o UFC 219.

E o melhor, com lutadores brasileiros disputando no main event e no co-main event.

Foram três lutas no total, duas no card principal e uma no card preliminar.

Pelo card preliminar, o peso-mosca Matheus Nicolau voltou a lutar, após cumprir uma suspensão de 18 meses por doping, e venceu com facilidade o americano Louis Smolka,  por decisão unânime. Foi a terceira vitória do brasileiro em três lutas na organização.

Pelo co-main event, o brasileiro Edson Barboza enfrentou o russo Khabib Nurmagomedov, pela categoria peso-leve  e conheceu sua quinta derrota no UFC.

Nurmagomedov venceu por decisão unânime, chegando ao expressivo número de 25 vitórias consecutivas. invicto desde setembro de 2008.

Já são 9 vitórias seguidas no UFC, habilitando o lutador russo a disputar o cinturão da categoria.

Lembramos que o detentor do cinturão do peso-leve é o irlândes Conor McGregor, que não defende o seu título desde novembro de 2016, quando venceu Eddie Alvarez por nocaute técnico no UFC 205.  O lutador americano Tony Fergunson é o detentor do cinturão interino da categoria, após vencer Kevin Lee no UFC 216.

 

 

Pelo Main Event da noite, a brasileira Cris Cyborg colocou o seu cinturão dos pesos-pena em disputa, em um combate com a americana Holly Holm.

Após cinco rounds, fato raro na carreira da brasileira, Cyborg venceu a luta por decisão unânime e manteve o seu cinturão.

Com essa resultado, Cris Cyborg chega ao expressivo número de 19 vitórias, estando invicta desde novembro de 2005.

Holly Holm conheceu a quarta derrota nas suas últimas cinco lutas pelo UFC.

 

 

Vamos agora aos resultados de todas as lutas do UFC 219, em Las Vegas.

CARD PRINCIPAL:

Cris Cyborg venceu Holly Holm por decisão unânime (49-46, 48-47, 48-47)
Khabib Nurmagomedov venceu Edson Barboza por decisão unânime (30-25, 30-25 e 30-24)
Dan Hooker venceu Marc Diakiese por finalização aos 42s do R3
Carla Esparza venceu Cynthia Calvillo por decisão unânime (triplo 29-28)
Neil Magny venceu Carlos Condit por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

CARD PRELIMINAR:

Michal Oleksiejczuk venceu Khalil Rountree por decisão unânime (triplo 30-27)
Myles Jury venceu Rick Glenn por decisão unânime (triplo 30-27)
Marvin Vettori e Omari Akhmedov empataram por decisão majoritária (28-28, 29-28 Vettori e 28-28)
Matheus Nicolau venceu Louis Smolka por decisão unânime (30-25, 30-26 e 30-26)
Tim Elliott venceu Mark De La Rosa por finalização a 1m41s do R2

 

 

 

Pessoal, eu vou ficando por aqui.

Até o próximo Capivara no Tatame

Se tiver alguma sugestão, reclamação, observação ou recado, fique à vontade para usar a caixa de comentários no fim da página.

Marcelo Soido Paz

@marcelosoidopaz_

@acapivaradeucria

#paladinodaboemia

#capivaranotatame

#acapivaradeucria

www.acapivaradeucria.com.br

https://www.facebook.com/capivaradeucria

https://www.instagram.com/acapivaradeucria/

https://www.youtube.com/channel/UCmCLEvuxICD-NqwOP8Zo43w

 

 

 

 

capinight

Eu, o paladino da boemia, sou carioca, solteiro, taurino, flamenguista, espírita, quarentão, compositor de samba enredo e agora colunista. Morador de Vila Isabel, mas com o Grajaú eternamente no coração, jura trazer para todas as capivaras queridas as melhores boas da noite e aquelas resenhas esperta sobre bares e festas. Vem comigo, que no caminho eu explico !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.