Dicas empreendedoras

DICAS EMPREENDEDORAS

 

Nasci ou não para empreender? – Parte 1

        Caros Capivaras, muitos aspirantes a empreendedores se questionam se tem o “Dom para empreender”, se “Nasceram para empreender”, se “vão conseguir montar uma empresa” e por aí vai… Porém empreender não é apenas uma questão de Dom, Tino ou Vocação, ou seja, todos podem SIM empreender, tem que ter uma boa ideia, vontade, dedicação, obviamente algum capital ou buscar algum capital. Quando falo vontade e dedicação, friso isso, pois são dois aspectos fundamentais no sucesso, talvez empreender seja mais desgastante do que a maioria dos empregos, cargos ou ocupações que existam por aí, pois toda a responsabilidade está nas suas mãos, o sucesso e o fracasse que em alguns negócios caminham muito próximos um do outro é seu, por isso é muito importante ter ou desenvolver algumas características que definem um Ser Empreendedor, vou citar nesta coluna 4 delas:

  1. Busca de oportunidades e iniciativa:

        O motor do empreendedor é a Pró Atividade, ele não pode deixar a zona de conforto atraí-lo ou fazer dela o seu porto seguro, esta talvez seja um das maiores armadilhas que o empreendedor pode cair, devemos criar ou encontrar oportunidades para a melhoria do negócio onde esta busca fará toda a diferença. Criar produtos ou serviços, inovando e melhorando a cada etapa, enxergar oportunidades para expandir, principalmente encontrando nas dificuldades uma chance de melhora, por mais que seu negócio tenha tempo suficiente no mercado, sempre uma inovação fará dele mais e mais atraente ao consumidor;

  1. Correr riscos calculados:

         Assumir riscos faz parte da rotina empreendedora, porém existem dois tipos de empreendedores, o que arrisca sem calcular e o que pondera, analisa, mede, testa e avalia o produto, serviço, tarefa ou alguma mudança, seja pequena ou grande em um negócio, esta análise é fundamental para você poder correr o risco e ter mais chance de sucesso. A mesma ideia se aplica na iniciação de um empreendimento, nunca faça nada na emoção, no “achismo”, na fantasia ou apenas no sonho, analise, estude, consulte, busque, calcule, tenha números e certeza de que aquilo tem fundamento para seguir em frente, pense nos passos que você já deu errado em sua vida, agora faça uma reflexão do que faltou para não ter dado este passo ou tê-lo feito de outra forma, isso lhe ajudará nesta etapa.

  1. A Persistência:

        Nunca desista perante os obstáculos, reavalie e insista, mudando seus planos para alcançar uma meta ou superar as adversidades, dedique-se além de seus limites para alcançar alguma meta importante, lembre-se que persistir deve sempre estar  associado a algum planejamento, pois se não temos planos bem definidos será o mesmo que remar contra a maré e acredite, você pode!

  1. Exigência de qualidade e eficiência:

        Fazer sempre o melhor não é luxo, é obrigação. A busca por melhorias, seja em um processo, seja na qualidade de um produto ou serviço é fundamental, melhore continuamente seu negócio, reavalie os processos, produtos e serviços, tenha isso como meta, não se acomode achando que já faz o melhor, pois alguém surgirá fazendo melhor que você, seja rigoroso com prazos, manutenção de padrões, isso fará de você um sucesso, faça sempre mais e melhor.

        Na próxima coluna falaremos das demais características do Ser Empreendedor, até lá!

Alexandre Serrão é formado em Ciências da Computação, empreende há mais de 15 anos no segmento de T.I.

alexandreserrao@hotmail.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.