O Bar da Capivara – As memórias etílicas de uma capivara levemente alcoolizada – Outback Steakhouse – T2.E05

Salve, salve minhas lindas capivaras.

Na coluna de hoje, vamos falar do segundo colocado na nossa pesquisa interativa nas redes sociais do A Capivara Deu Cria e do Paladino da Boemia.

O bar da capivara será sobre o Outback Steakhouse, mais precisamente sobre a filial do Shopping Boulevard Rio, em Vila Isabel.

Meus amigos, já conheço a casa a algum tempo e costumo frequentar a filial do Shopping  Tijuca, aonde diga-se de passagem, sempre sou muito bem atendido.

Entretanto,  escuto muita gente criticando o serviço da nova filial, no Shopping Boulevard Rio, antigo shopping Iguatemi.

Achei isso meio estranho, afinal, a casa é famosa pela qualidade do seu serviço e dos seus produtos.

Um belo dia resolvi tirar isso à prova e acompanhado da minha bela companheira, fui conhecer essa nova filial e tentar descobrir o que estava ocorrendo.

Chegamos um pouco antes do horário de happy hour e encontramos uma casa bem cheia, mas sem aquela fila chata e demorada.

A recepcionista nos atendeu com muita educação e rapidamente nos levou até a nossa mesa, localizada na área externa.

Atendimento exemplar nessa primeira parte da nossa, como posso dizer, “avaliação” (esse gordinho está ficando enjoado que só ele …).

Para a minha surpresa, o lugar escolhido, que parecia calmo e tranquilo em contra-ponto ao salão principal, de repente mudou drasticamente de perfil.

Uma família, com umas 20 pessoas, resolveu comemorar o aniversário no Outback e se sentaram nos lugares atrás da nossa mesa.

Se eu queria saber como era o atendimento da casa, esse era o momento certo, posso até dizer que foi um pouco de covardia da minha parte, mas o fato de ter uma mesa muito grande,com muitas pessoas, acaba gerando um monopólio sobre as atenções do garçom, gerando um problema de atendimento para as outras mesas.

Com um sorrisinho sarcástico no rosto, declarei:  Que os jogos comecem !!!

Vamos começar do mais básico, o cardápio.

Só tinha o cardápio de bebidas na nossa mesa e  precisei pedir o cardápio de comida para dois atendentes até tê-lo nas minhas mãos.

Demorou um pouquinho? Sim, mas não foi nada demais. Segue o jogo e toca o barco.

Logo chegou o tradicional e famoso pão australiano do Outback mas infelizmente tinha algo de estranho, o pão parecia estar meio que dormido, sabe como é, não parecia tão fresquinho como já comi em outras filiais, Olha que eu adoro esse pão, que decepção …

Pedimos as nossas bebidas, pasmem os senhores, fiquei no refil de ice tea, e ficamos escolhendo o que comer.

Surpreendentemente, o atendente se mostrou bem prestativo, trazendo as bebidas rapidamente e permanecendo sempre por perto e em alerta, caso desejássemos pedir a nossa comida.

Após um certo tempo em dúvida, escolhemos o nosso jantar, o Ridgy Didgy Mini Burguers, seis suculentos mini burgers com queijo especial, ketchup, mostarda, picles e cebola roxa. Tudo preparado e temperado no melhor estilo Outback e servidos com batatas fritas.

Mal olhei para o lado, procurando atendimento, o garçom já estava ao meu lado, anotando o nosso pedido.

O malandro parecia o primo do The Flash, que rapidez.

Enquanto isso, a mesa de trás começou a aumentar, sabe quando no filme Gremlins alguém molha o bichinho e ele começa a se multiplicar ( é nesse momento que o colunista, utilizando filmes da década de 80 como referência, entrega a sua idade. Mas tu está velho mesmo, gordinho) estava igualzinho nessa mesa, uma coisa gigantesca que ocupava quase toda uma ala da área externa).

Nesse momento, senti um pouco de diferença entre essa filial e as outras.

O Ridgy Didgy demorou uma eternidade para ficar pronto, e como o pão não estava muito legal , fiquei me entupindo de ice tea.

Ainda bem que estava muito bem acompanhado, senão seria um pesadelo.

Nesse momento, até o refil estava demorando um pouco.

Finalmente, as crianças chegaram na mesa, 6 mini burguers, que coisinha mais linda, deu até vontade de botar para ninar.

Mas como aprendi que não se deve brincar com a comida, fui logo dando uma bela mordida no pequeninho hambúrguer.

Estava uma delícia, muito bom mesmo e olha que ainda tinha as batatas fritas.

Senti minha barriga sorrindo para o prato de comida, quase um ritual de acasalamento da Polinésia, quase a arte da conquista.

Continuamos ali por mais um tempo, apreciando a comida e o ice tea, enquanto conversávamos.

Enquanto isso, a mesa de trás não parava de crescer, o aniversariante deveria ser bem popular, não parava de chegar gente, estava vendo a hora que iriam pedir a nossa mesa emprestada, kkkkkkkk.

Chegou a hora de ir embora e houve uma pequena demora na hora de fechar a conta, mas nada demais.

Como sou um cara bem legal, ainda comprei uma garrafa da cerveja Colorado, exclusiva do Outback, para ser resenhada em breve pelo Fábio Araujo na coluna Bebendo com a Capivara.

No geral, achei a casa muito boa, o que pode estar faltando é um pequeno ajuste fino, se alguém tivesse tomado a atitude de posicionar mais um garçom para a área externa, em virtude dessa mesa tão grande, acho que não teria tido problema algum.

Em suma, fiquei  satisfeito com a casa, felizmente não vivenciei nada daquilo que andei escutando de outras pessoas, o Outback só não vai levar o selo bacana de qualidade por causa do problema com o pão australiano,  mas voltarei lá com certeza em um futuro próximo.

 

 

Pessoal, eu vou ficando por aqui.

Até o próximo Bar da Capivara.

Se tiver alguma sugestão, reclamação, observação, recado ou apenas quer me convidar para um chopinho, fique à vontade para usar a caixa de comentários no fim da página.

Um beijão do Paladino

 

 

Marcelo Soido Paz

@marcelosoidopaz_

@acapivaradeucria

#paladinodaboemia

#bardacapivara

#capinight

#acapivaradeucria

www.acapivaradeucria.com.br

https://www.facebook.com/capivaradeucria

https://www.instagram.com/acapivaradeucria/

 

 

 

 

capinight

Eu, o paladino da boemia, sou carioca, comprometido, taurino, flamenguista, espírita, quarentão, compositor de samba enredo e agora colunista. Morador de Vila Isabel, mas com o Grajaú eternamente no coração, jura trazer para todas as capivaras queridas as melhores boas da noite e aquelas resenhas esperta sobre bares e festas. Vem comigo, que no caminho eu explico !!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.