Momentos de 2017

2017 é mais um daqueles anos para entrar na história por vários motivos, muitos deles são os mesmos de sempre: crise na política, na economia, a violência que assola nossa cidade e nosso país… são muitas narrativas diferentes para a mesma história. Temos a música em nossas vidas não para resolver estas questões, mas para conseguirmos nos desconectar um pouco de todos os males que nos rodeiam. Nem só de reveses a vida é feita. A coluna Capivarock nasceu em 2017 e isso é uma notícia excelente (risos)! Desde o segundo desafino consecutivo da Adele, o microfone falhado de James Hetfield do Metallica nos Grammys e suicídio de grandes vocalistas de bandas famosas, o ano foi bastante movimentado em termos musicais. Em nossa terra foi ano de Rock in Rio onde a geração internet alavancou pedidos das participações de Anitta e Pabllo Vittar no festival – este/a último/a fazendo uma aparição no show de Fergie, ofuscando a protagonista. No quesito Rock propriamente dito, o festival agraciou o público com a histórica reunião de três integrantes originais do Guns N’ Roses, a primeira aparição do The Who no país e o retorno de Aerosmith. Alice Cooper, Sepultura e Red Hot Chili Peppers. A banda The Offspring, talvez alavancada pelo sucesso do show do CPM 22 no palco Mundo em 2015, foi o representante do hardcore punk neste ano no palco principal.

Às vezes nem percebemos o que alguns artistas fizeram com tanta informação voando por aí e com nossa vida cotidiana corrida. Vários álbuns de Rock foram lançados, por outro lado algumas bandas encerraram suas atividades definitivamente (algumas até que se reúnam novamente… risos). Black Sabbath com sua turnê “The End” encerrou sua longevidade de quase 50 anos de excelentes serviços prestados ao Metal mundial, possivelmente sendo a banda mais influente do estilo e quase unânime. Outra banda que encerrou definitivamente suas atividades, desta vez por um motivo trágico, foi o Audioslave. A banda estava em hiato desde 2007 quando no início de 2017 houve a reunião em um show do Prophets of Rage (projeto paralelo com os ex-integrantes do Rage Against The Machine/Audioslave com integrantes do Public Enemy e Cypress Hill). Infelizmente o destino cruel não permitiu um retorno do Audioslave mesmo que num futuro distante devido ao suicídio de Chris Cornell. O Soundgarden não se posicionou oficialmente sobre seu futuro após a morte de Cornell, apenas cancelaram o restante da turnê que estava agendada. O Linkin Park lançou o álbum “One More Light” em maio de 2017, mas o suicídio de Chester Bennington dois meses depois deu uma pausa à banda que retornou com os membros remanescentes em outubro apenas para realizar um evento póstumo para Bennington em Hollywood.

Alguns álbuns de Rock lançados em 2017 seguem abaixo:

Robert Plant, ‘Carry Fire’

Foo Fighters, ‘Concrete and Gold’

Beck, ‘Colors’

Liam Gallagher, ‘As You Were’

Noel Gallagher’s High Flying Birds, ‘Who Built the Moon?’

Queens of the Stone Age, ‘Villains’

U2, ‘Songs of Experience’

Dag Nasty, ‘Cold Heart 7”’

Dropkick Murphys, ’11 Short Stories of Pain & Glory’

Sepultura, ‘Machine Messiah’

Kreator, ‘Gods of Violence’

Save Ferris, ‘Checkered Past’

Body Count, ‘Bloodlust’

Incubus, ‘8’

New Found Glory, ‘Makes me Sick’

Papa Roach, ‘Crooked Teeth’

Rise Against, ‘Wolves’

Rancid, ‘Trouble Maker’

Royal Blood, ‘How Did We Get So Dark?”

Iced Earth, ‘Incorrputible’

311, ‘Mosaic’

Municipal Waste, ‘Slime and Punishment’

Stone Sour, ‘Hydrograd’

Coldplay, ‘Kaleidoscope’

Nine Inch Nails, ‘Add Violence’

Prong, ‘Zero Days’

Accept, ‘The Rise of Chaos’

Quiet Riot, ‘Road Rage’

Living Colour, ‘Shade’

Primus, ‘The Desaturating Seven’

Weezer, ‘Pacific Daydream’

Queens of the Stone Age – “Villains” (playlist) 

Rise Against – “Wolves”

Sepultura – “Machine Messiah” 

Save Ferris – “Checkered Past”

Em nome de Capivarock, agradeço a toda a equipe do blog pela oportunidade concedida para que possamos dissertar sobre esta vertente da música tão rica, abrangente e eterna! A todos que deram força e contribuíram com suas opiniões e enredos, minha eterna gratidão! Um bom assunto que rende um bom papo é sempre prazeroso. Para finalizar, desejo a todos um feliz 2018 e que tenham bastante saúde para encarar com disposição todas as adversidades e receber de braços abertos energias positivas e coisas boas. MUITO OBRIGADO!

Por Fellipe Madureira

Na vitrola: U2 – “New Year’s Day”

Um comentário em “Momentos de 2017

  • 29 de dezembro de 2017 em 16:25
    Permalink

    Foi um ano difícil para o Rock nacional, ainda mais aqui no Rio de Janeiro. Mas…seguimos em frente!
    Pelo menos tivemos a sua coluna!!!

    Parabéns pelos textos e que em 2018 a coluna cresça mais ainda!!

    Feliz Ano Novo!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.