Boa ideia?

Boa ideia?

Muitas vezes vemos as torcidas se mobilizarem contra ou a favor de seus times. Apoio e protestos ocorrem de forma natural mobilizando torcidas desde que elas perceberam a força que tem. Normalmente essas manifestações partem diretamente da torcida do próprio time quando resolvem abraçar a equipe em um momento de dificuldade, seja para incentivar no momento favorável ou ainda protestar quando resultados desfavoráveis viram rotina.

Vivenciamos um momento em que praticamente todas as torcidas se unem em um só protesto contra um time. Após a contratação do goleiro Bruno(ex Flamengo) vários torcedores tem feito pressão sobre os patrocinadores do clube querendo que fosse retirado o patrocínio. Tal pressão alcançou o objetivo, eis que todos patrocinadores já anunciaram a retirada de seus apoios ao clube, incluindo o fornecedor de material esportivo e o patrocinador master.

Certamente os dirigentes do Boa Esporte imaginaram que conseguiriam uma exposição fantástica e assim conseguiram, mas talvez o que ele não imaginassem é que a repercussão fosse tão negativa ao ponto de afetar financeiramente o clube. Ainda há o risco esportivo, pois quem garante que seus novos colegas de clube concordem com a contratação? Ainda que sejam atletas contratados pelo clube, são seres humanos que vivenciam o dia a dia , tem suas opiniões e compartilham sentimentos que influenciam em seus rendimentos dentro de campo, pois não há redoma capa de blindar ninguém deste tipo de fato.

Alguns podem tentar alegar que o clube está abrindo as portas para uma pessoa ser ressocializada, mas quem quer vincular a sua imagem a uma pessoa condenada pelo crime cometido? Quem quer ter sua marca estampada na camisa de uma pessoa que demonstrou por diversas vezes uma frieza e incapacidade de ao menos demonstrar arrependimento?

Sem entrar muito no mérito da questão, neste caso a alegação de ressocialização se perde ao colocar a possibilidade de que alguém que tenha cometido/participado de um ato tão grave possa vir a ser o ídolo de uma geração de crianças que representam a pureza das torcidas.

Não existe prisão perpétua no Brasil, o brasileiro tem memória curta, mas não costuma esquecer de certas coisas, vide o goleiro Barbosa que morreu com a “condenação” da perda do título mundial em 1950 no Maracanã.

Outros atletas já cometeram crimes de gravidade equivalente e sequer foram presos, cabe uma reflexão sobre o que queremos para nossas vidas além do esporte, mas tais fatos não tornam a situação do goleiro Bruno mais amena.

O fato é que embora tenha sido apresentado como contração pelo clube, o contrato ainda não foi assinado. Será que o Boa Esporte manterá seus posicionamento de contratar o goleiro? Pois da mesma forma que as torcidas abraçaram a equipe da Chapecoense agora viram as costas para a equipe do Boa Esporte.

A capivara deu cria

Fábio Araújo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.